Obrigatoriedade de Exame toxicológico reprova mais de 50 motoristas em um mês, no ES

Obrigatoriedade de Exame toxicológico reprova mais de 50 motoristas em um mês, no ES Note : ★★★★★ 4.8 based on 44 reviews
5 1

Resolução obrigada motoristas profissionais a fazerem o exame toxicológico.

Até o início de abril/2016, 604 motoristas realizaram coletas no estado do Espírito Santo.

 

 

No primeiro mês de aplicação da lei que exige a realização de exame toxicológico em motoristas de caminhão e ônibus, 54 condutores profissionais foram reprovados em testes médicos no Espírito Santo.
A resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) entrou em vigor no dia 2 de março.
Até o dia 2 de abril, 604 motoristas das categorias C, D e E (CNH) haviam se submetido ao exame toxicológico para renovar a carteira ou adicionar categoria no estado. Destes, 54 foram barrados nos testes de aptidão física, que incluem exame toxicológico, de visão e respiratório.
A incidência de acidentes de trânsito envolvendo motoristas de caminhão ou ônibus que fizeram uso de algum tipo de droga é alta, segundo o Departamento de Trânsito do Espírito Santo.

“São condutores que querem trabalhar o máximo possível e acabam utilizando medicamentos ilícitos para melhorar o desempenho”, declarou o diretor de Habilitação e Veículos do Detran, José Eduardo de Souza.

A obrigatoriedade do exame toxicológico nas categorias C,D e E, pretende retirar das estradas estes motoristas, que colocam em risco a vida das pessoas.
“É uma exigência, não é opcional. O exame nos permite garantir que o motorista não está exercendo a profissão sob efeito de alguma substância que compromete o raciocínio e capacidade de reflexão”, declarou Souza.

 

Exame Toxicológico.

O exame toxicológico é realizado apenas quando o motorista vai renovar a CNH ou mudar para uma das categorias estabelecidas na lei. Ele consegue detectar substâncias como cocaína, crack, maconha, anfetamina e suas derivações dentro de 90 dias.

Caso o motorista seja reprovado, ele precisa esperar mais 90 dias para realizar um novo exame.
“A gente pensa que se o motorista foi flagrado usando uma vez, ele faz uso constante, mas a lei permite que ele repita o exame toxicológico depois de 90 dias.

Enquanto isso, ele vai estar com a CNH vencida e não pode dirigir. Se flagrado, vai pagar pela legislação”, disse o diretor.

Com a lei, a demanda das clínicas cadastradas para realizar o exame toxicológico aumentou consideravelmente.
De acordo com o sócio do laboratório Marcos Daniel, Ricardo Neander, o exame toxicológico demora em média 15 dias para ficar pronto.
“A demanda é frequente, os motoristas, principalmente os autônomos, estão procurando fazer. É um exame sério que só tem a contribuir para a segurança no trânsito”, disse Souza.

Motoristas

Os condutores profissionais capixabas confirmam que o uso de drogas é comum nas estradas. O motoristas de caminhão Carlos Alexandre Freitas, de 41 anos, acredita que a carga horária e a pressão das empresas incentivam o uso de drogas.

O motorista Carlos Alexandre já viu muitos colegas de trabalho usando drogas.
“Nunca usei, mas presencio colegas de trabalho usando o tempo todo. Eles querem ganhar comissão e chegar o mais rápido no destino de carga”, disse Alexandre.

O motorista Nivaldo Araújo está na estrada há mais de 40 anos e diz que já presenciou muitos acidentes em que o motorista tinha feito uso de drogas para cumprir a jornada de trabalho.
“É preciso fiscalizar e impedir que esses motoristas dirijam neste tipo de situação. É um risco para quem está na estrada. A lei 13.103 fará as pessoas mais responsáveis”, comentou Nivaldo.

Liminares

Segundo o pesquisador e coordenador do SOS Estradas, Rodolfo Rizzotto, 10 estados têm usado liminares para que o exame não seja obrigatório.

As liminares estão sendo derrubadas diariamente pela Advocacia Geral da União.
“O problema destas liminares é que elas promovem a migração de motoristas nas fronteiras. Um motorista que faz uso de drogas vai sair do Espírito Santo e renovar a CNH na Bahia ou Minas Gerais, onde ele consegue a permissão sem passar pelo exame toxicológico. Esses Estados dão a possibilidade de continuar dirigindo um motorista que é usuário de drogas sendo assim um perigo para a sociedade como um todo. É uma licença para matar”, afirmou.

O diretor de Habilitação e Veículos, José Eduardo de Souza, confirmou que a migração dos motoristas é real, apesar de não conseguir estimar quantos têm feito isso desde que a lei entrou em vigor.
“Não temos como quantificar quantos motoristas estão fazendo isso, mas recebemos informações das próprias clínicas de que os condutores estão renovando a carteira fora do Espírito Santo por causa da lei. Infelizmente, só o exame não é suficiente para barrar essas pessoas, mas já é um grande passo.

 

Fonte:

G1 – GLOBO.COM

Avalie essa notícia

Nome
Email
Avaliação

103 respostas para “Obrigatoriedade de Exame toxicológico reprova mais de 50 motoristas em um mês, no ES”

  1. É verdade que quanto mais claro o cabelo mais difícil é a detecção de substancias ilícitas no exame toxicológico?

    É possível um indivíduo consumir cocaína 140 dias antes do exame toxicológico, exame este com a janela de detecção de 6 meses, e mesmo assim não acusar a substancia presente ?

    Anestesia geral reprova no exame toxicológico?

  2. Fiz o exame toxicológicos deu positivo pra cocaína.masquei folha de coca no dia 22/05 será que foi isso que detectou fiz o exame nesse mês.o médico me disse pra aguardar 90 dias pra refazer um novo exame não estou mais mascando a folha de coca desde este dia 22/05 será que vai dar positivo de novo.finalidade renovação cnh sem atividade remunerada categoria D.

  3. Legal receber as informações.
    Parabéns pela iniciativa.
    Nunca usei drogas. Com exceto o álcool.
    Minha dúvida é quanto tempo preciso ficar em abstinência para não ser detectado.
    Você mandam a resposta por e-mail?
    Grato
    Ronaldo

  4. Boa tarde a todos!
    Se o exame for feito pelo fio de cabelo na espessura que estão pedindo, como já foi respondido sobre a janela de detecção, apenas acusa o que foi consumido de drogas nos últimos 90 dias ?

  5. Boa tarde fiz o uso de Profenid injetável para dor na coluna junto com corticoide e faço uso todos os dias de rivotril e o Cadil Ambos são ansiolíticos e fiz o exame toxicológico esta semana será que vai acusar????

  6. Boa tarde: devido a obesidade ( estava com 122kg ) faço tratamento medicamentoso a um ano com endocrinologista, consulta a cada 2 meses, e já perdi 27kg, estando hoje com 95kg e ainda em tratamento ( tenho 1.85m ) . Tomo medicação diariamente às 10 e 16h, que tem em sua fórmula: T3 - 100mcg, T4- 65mcg, Propranolol-25mg, clonazepam- 0,5mg e sibutramina 15mg, além de sinvastatina 10mg 1x ao dia à noite; tenho 50 anos hoje; o uso dessa medicação poderá acarretar reprova no exame toxicológico para renovar a CNH? Sou motorista profissional e trabalho com ambulância 6 horas diárias! Obrigado!

  7. Boa tarde...
    Mesmo dano positivo para cocaina o médico na clínica pode aprovar??
    Quando se pedi o contra prova o paciente tem que pagar novamente?

  8. Boa noite,
    Sou usuário de maconha desde 2001 e estou a 100 dias sem usar para poder fazer o exame. Tem alguma possibilidade de acusar no exame ou já posso fazer o que utiliza o cabelo para o teste?
    Desde já agradeço!

  9. Olá, não sou usuário assíduo, usei maconha 2 vezes com um intervalo de umas 2 semanas, no entanto, queria fazer inclusão de EAR em minha carteira que é D, mas não dirijo carro pesado. Gostaria de saber qual a possibilidade de passar no exame, se tem um mínimo aceitável. O exame é pelo cabelo, não tem um mês que fumei, já deu tempo do THC chegar até os fios?

  10. Eu usei cocaína no natal. Pouca coisa, já que não sou viciado. Fiz o exame no último dia 16/03 e rasparam os pêlos da minha perna. Será que existe a possibilidade de dar negativo?

  11. Olá eu prático musculação e faço uso do potenay ,sulfato de metanfetamina pra melhorar os meus treinos ,queria saber se é detectado no exames toxicológico

  12. Uso remédio manipulado para Gota que possui os seguintes componentes em sua formula Dexametasona 1MG-Hidroxido de Aluminio 100mg-Prednisona 5mg-Alopurinol 150mg-Indometacina 25mg- meloxican 10mg.
    Isto pode interferir no exame?

  13. O que significa pg/ 10 mg, fiz um exame toxicológico para CLT dia 17/11/17 e deu positivo para cocaína nunca usei tal substância posso fazer um para renovação da CNH agora ou tenho que esperar 90 dias para realizar outro exame

  14. Boa tarde se eu fizer o exameme sem ser pra renovação da cnh so pra ver se passaria pra depois fazer caso de negativo posso usar o resultado se for numa cretenciada oois tem validade de seis mêses se não me engano.Obrigada

  15. Bom dia, tive uma crise de coluna e quando fui ao médico, o mesmo passou um medicamento chamado Tramadon Retard ( cloridrato de tramadol 100mg) com 10 comprimidos. Tomei o medicamento mas fui ler a bula e vi que o mesmo é composto de opiáceos. Queria saber se esse medicamento pode dar positivo no teste? Tenho a receita médica,posso anexar ao exame pra mostrar que foi receitado pelo médico ? Obrigado

  16. O motorista de uma empresa que trabalho disse que foi reprovado pq tomou energetico, isso pode acontecer? Ele foi mudar a categoria ele fica suspenso ou nao?

  17. Olá boa tarde,eu fiz o uso de cocaína a uns 5 meses atrás mas hoje graças a Deus não uso mais,mas no meu exame constatou positivo cocaína mas como sendo moderado,oque pode acontecer sou motorista e estou renovando a carteira

  18. Usei coca algumas vezes nos ultimos meses nao tenho este vicio. Porem agora tenho que mudar minha categoria .gostaria de saber se como foi rara as vezes q usei conseguiria passar ?

  19. eu tenho carteira c e tenho que renovar começo de 2018
    eu tomo remedio controlado chamado ansitec e bromezepam 6mg um comprimido de cada por dia
    eu queria saber se estes remedios acusam alguma coisa no exame,ou preciso fazer algum laudo do medico antes do exame.
    obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *