Saiba como funciona o exame toxicológico para CNH

Você tem dúvidas de como funciona o exame toxicológico para CNH?

Veja este post e saiba tudo sobre como funciona o exame toxicológico para CNH e mais:

Apesar de estar em vigor desde 2016 a Lei que exige o exame toxicológico no momento em que os motoristas com CNH das categorias C, D e E renovam suas habilitações, esta não é uma dúvida incomum.

Isso ocorre pois durante o ano são emitidas, em média, mais de 2 milhões de CNHs em todo o Brasil, dentre essas, estão incluídos os casos de alteração de categoria da CNH, segundo o DENATRAN – Departamento Nacional de Trânsito.

O motorista que tem interesse em subir da categoria B para a categoria C, se depara, então com a obrigatoriedade de cumprir uma importantíssima etapa adicional para conseguir emitir sua CNH: o exame toxicológico.

Mas se você também tem dúvida sobre como funciona o exame toxicológico para CNH, saiba que não há segredos ou mesmo um preparo específico. O exame não é invasivo e não causanenhum tipo de desconforto ao motorista.

Para que fique mais clara a etapa na qual é realizado o exame toxicológico, vamos explicar passo a passo do processo de renovação das CNHs pertencentes as categorias C, D e E.

Como funciona a renovação da CNH e o que o motorista deve fazer

A CNH é um documento federal e que, portanto, é valida em todo o território Nacional. Vale lembrar, porém, que algumas regiões podem ter alguma peculiaridade no processo de emissão da CNH, entretanto, não há disparidades que comprometam as informações contidas nesta publicação.

Passo 1: O motorista deve fazer o exame toxicológico

É importante que o motorista dê prioridade à realização do exame toxicológico, antes de qualquer outra medida, devido ao prazo para emissão do resultado.

Enquanto aguarda o resultado do exame toxicológico, você deve providenciar seu agendamento na unidade do DETRAN do seu município.

Passo 2: O motorista pode dar entrada na renovação da CNH das seguintes formas:

  • presencialmente em um posto do Departamento de Trânsito da sua cidade;
  • pelo site do DETRAN;
  • pela Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran);
  • ou ainda por postos provedores de serviços essenciais ao cidadão, como Poupatempo em São Paulo e o UAI em Minas Gerais.

Passo 3: O motorista deve portar os seguintes documentos ao comparecer na data agendada para renovar sua CNH:

  • CNH (Carteira Nacional de Habilitação) – original – emitida no estado em que solicitará a renovação;
  • RG (Registro Geral) – original e cópia;
  • CPF (Cadastro de Pessoa Física) – original e cópia;
  • Foto 3×4, colorida, em fundo branco, e recente;
  • Comprovante de residência – original e cópia – com data de até no máximo 3 meses anteriores à solicitação.

Passo 4: O motorista deve quitar os valores referentes a renovação da CNH:

  • Taxa de renovação;
  • Exame psicotécnico;
  • Exame médico.

Passo 5: O motorista deve agendar o exame psicotécnico e o exame médico

Este é o momento em que o motorista que está requisitando a renovação da CNH deve apresentar o exame toxicológico.

Ao se apresentar para realizar o exame médico, o motorista será submetido ao exame de vista para detectar possíveis dificuldades visuais, e também deverá entregar o resultado do exame toxicológico para avaliação médica.

Após a avaliação do exame toxicológico é o médico credenciado ao DETRAN que indicará se o motorista está ou não está apto a renovar a CNH.

Como funciona o exame toxicológico

O exame toxicológico é simples e não requer preparação para ser realizado.

O motorista deve comparecer a uma das mais 4.500 unidades da Toxicologia Pardini espalhadas por todo o Brasil para coletar uma pequena amostra de cabelos ou pelos.

Não há necessidade de agendar o exame toxicológico.

Uma pequena quantidade de cabelo é cortada próximo à raiz.

Para que o resultado do exame toxicológico seja conclusivo e aceito pelo DETRAN, é necessário que o cabelo tenha, pelo menos, 4 cm de comprimento.

Somente desta forma, consegue-se determinar o consumo ou não de drogas no prazo determinado por lei de 90 dias que antecedem a data da coleta.

Caso seja impossível a coleta de cabelos, é realizada, então, a coleta de pelos.

É importante salientar, que é impossível analisar os pelos determinando janela menor que 180 dias, devido ao processo de crescimento do pelo que é cíclico, e portanto diferente do processo de crescimento do cabelo que é contínuo.

Como comprar e onde fazer o exame toxicológico para renovação de CNH

Em nosso site busque por seu estado e cidade ou insira seu CEP para encontrar as clínicas mais próximas de você.

Faça a coleta em um dos mais de 4.500 endereços de sua preferência, sem necessidade de agendamento.

Acompanhe cada etapa do seu exame toxicológico em nosso site ou através de seu e-mail ou celular.

Ao finalizar a análise do seu exame toxicológico, a Toxicologia Pardini insere o resultado diretamente ao RENACH – Registro Nacional de Carteira de Habilitação.

Desta forma você não corre risco de ficar sem a sua CNH.