Saiba por que não burlar o exame toxicológico

Você já sabe que o exame toxicológico é obrigatório para motoristas rodoviários de transporte de carga e passageiros, que ele pode ser exigido em concursos públicos e para a admissão em empresa, não é? Passa pela sua cabeça a possibilidade de burlar o exame?

Nesse artigo, vamos te mostrar por quê não burlar o exame toxicológico. A primeira questão é simples. Não há nenhum método que comprovadamente faça com que o exame toxicológico seja adulterado. Ele foi escolhido perante a Lei 13.103, por exemplo, justamente porque é um dos mais seguros e consegue detectar drogas consumidas em até 180 dias antes da coleta.

Métodos mentirosos para burlar o exame toxicológico

Na internet é possível encontrar alguns métodos que, falsamente, adulteram o resultado do exame toxicológico.

Como o exame toxicológico é feito por amostras de queratina, alguns sites indicam que você corte o cabelo, que é onde fica a queratina, e dessa forma aumente suas chances de que o exame não detecte o consumo de drogas. Porém, quando o coletor do laboratório identifica que a amostra de cabelo não é suficiente para a análise, ele realiza a coleta de pelos de outra parte do corpo ou de raspas de unha, que também contém a queratina.

Outra opção falsa é utilizar shampoos de limpeza profunda para eliminar a presença de tóxicos nos fios. Porém, o uso de qualquer shampoo, gel, condicionador, pomada, spray ou qualquer outro produto capilar não tem capacidade para burlar o exame toxicológico, eles não interferem em nada na análise.

Por que não tentar?

Se mesmo depois de ler que não há nenhum método que comprovadamente consiga alterar a análise, você ainda queira burlar o exame toxicológico, podemos te dar ainda mais um motivo para nem tentar.

A explicação é simples. A realização do exame toxicológico por parte dos motoristas profissionais de carga e de passageiros está prevista em lei (Lei 13.103). É claro que tentar burlá-la é crime e você pode ser multado e até preso por esse motivo.

Quem vai prestar concursos que exigem o exame toxicológico também pode sair prejudicado. Essa análise tem caráter eliminatório. Ou seja, a descoberta de uma tentativa de adulteração pode te render desclassificação, mesmo que tenha obtido boas pontuações em outras avaliações.

Sendo assim, não usar drogas é sua melhor chance. Além de conseguir passar no exame toxicológico, eliminará a chance de dependências, terá mais saúde, qualidade de vida e, ainda, evitará acidentes com você e outras pessoas, que no caso de motoristas, é a maior causa de mortes nas rodovias.

Quer mais informações sobre o exame toxicológico? Confira em no blog da Psychemedics ‘tudo o que precisa saber sobre a análise!

4 respostas para “Saiba por que não burlar o exame toxicológico”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *