Saber quanto tempo a maconha fica no organismo não é tão simples. Afinal, essa resposta é influenciada por diversos fatores, como:

  • Nível de consumo da droga;
  • Frequência de uso;
  • Taxa de metabolismo;
  • E, principalmente, o tipo de teste feito para identificar a substância ilícita.

Os testes mais comuns para identificar a presença de maconha no organismo são os de urina, de sangue e o de queratina, que é feito a partir de amostras de cabelo, pelos do corpo ou raspas da unha.

Teste de urina para identificar o uso de maconha

Um dos exames toxicológicos mais usados para identificar a presença da maconha é o de urina. A descoberta de quanto tempo a maconha fica no organismo nesse teste depende também dos fatores que citamos acima.

Portanto, uma pessoa que tem um consumo moderado de maconha, pode ficar com a droga no organismo de 7 a 13 dias. Quem faz uso mais frequente, fica, em média, 15 dias com a substância. Já quem tem um consumo intenso, pode ter a droga identificada na urina mesmo depois de, aproximadamente, 30 dias.

Presença de maconha no sangue

A presença da maconha no sangue é a que se desfaz com mais rapidez, porque ela é metabolizada com agilidade pelo corpo e no teste sanguíneo ela raramente será detectada depois de 24 horas em usuários eventuais. Já em quem tem um consumo frequente, ela pode ser identificada em até 7 dias posteriores ao último consumo.

Você sabe o que é o exame toxicológico?

Presença de maconha no teste de queratina

O teste de queratina, que usa amostras de cabelo, pelos ou unha, é o que tem uma janela de detecção maior.

Independentemente de quanto tempo a maconha fica no organismo, neste exame toxicológico, ela pode ser identificada de 90 até 180 dias depois do último consumo, este tempo depende do tipo de amostra coletada. Isso porque mesmo depois de o corpo ter metabolizado a substância, suas propriedades ficam ligadas a queratina, o que possibilita que ela seja identificada nesses períodos.

Como a queratina é encontrada nos fios de cabelo, geralmente, uma pequena mecha de cabelo (aproximadamente 100 fios), cortada rente ao couro cabeludo do lado da raiz, será suficiente para realizar a análise. A pessoa que não tiver amostra suficiente na região capilar, poderá ter material coletado nos pelos do corpo ou em último caso raspas da unha podem ser analisadas, que são outras áreas do organismo que também têm queratina.

Entendendo melhor a janela de detecção, em amostras de cabelo o comprimento mínimo exigido é 3,9 cm e a janela de detecção identificada é de 90 dias, outra opção de analise em cabelos é com comprimento de 7,8 cm ou mais e a janela de detecção neste caso é de 180 dias. Em amostras de pelos, de qualquer parte do corpo, e unhas a janela de detecção sempre será de 180 dias.

Agora que você já sabe quanto tempo a maconha fica no organismo, conhece melhor qual método de exame toxicológico consegue identificá-la por mais ou menos tempo. Continue acompanhando as noticias da Toxicologia Pardini para saber mais sobre exames toxicológicos!

Encontre um laboratório próximo de você e faça seu exame toxicológico!

Veja também: