Notas & Notícias

Estudo do FBI comprova a eficiência da Psychemedics nos processos de descontaminação externa

É com muita satisfação que informamos que o FBI publicou um estudo que valida o processo de lavagem e descontaminação desenvolvido pela Psychemedics junto com o critério de lavagem, baseado em cálculos matemáticos que determinam os resultados positivos. Isso evita resultados falsos positivos, garantindo que os resultados positivos são de fato decorridos do consumo da droga e não de uma exposição à droga.

O Laboratório FBI havia suspendido a análise de cabelo para análise de cocaína em 2009, por não compreender a metodologia utilizada nos processos de lavagem, por mais que tenham sido relatados e publicados em estudos científicos desde 1993.

O FBI, então, a nosso convite visitou nosso laboratório e realizou um estudo para validar os nossos métodos de descontaminação e de cálculo. O FBI cita os estudos, publicados em 1993, 2002, 2004, e 2005 além dos nomes do nosso diretor de laboratório Dr. Michael Schaffer e a Psychemedics pela primeira vez em seus agradecimentos em seu estudo publicado.

O FBI conduziu o estudo, usando o nosso método para descobrir se os usuários de cocaína poderiam ser seguramente distinguidos daqueles que estão expostos à cocaína devido a suas rotinas de trabalho, ou seja, as condições diárias de exposição que o trabalho trás na vida real.

A principal conclusão do FBI foi que a lavagem prolongada e cálculo matemático utilizado pela Psychemedics exclui resultados falso-positivos por exposição ambiental com a cocaína, e que a lavagem completa de amostras de cabelo não só elimina o potencial de contaminação ambiental, mas também de drogas que é incorporada pelo suor .

O FBI concluiu que o uso da lavagem de descontaminação e o cálculo matemático garantem que os indivíduos expostos à cocaína no seu trabalho diário, como advogados de acusação ou de defesa relacionados a acusações de drogas, policiais que manipulam evidência de drogas e profissionais de laboratórios criminais, não estarão em risco de serem identificados como usuários de cocaína.

Nós somos o único laboratório que utiliza a lavagem de descontaminação e o cálculo matemático validado pelo FBI, embora este método seja publicado, não patenteado e disponível para todos os laboratórios de testes de cabelo.

O estudo do FBI também reconhece a detecção do metabólito hydroxycocaina como evidência de consumo. Estes metabólitos foram identificados pela primeira vez no cabelo pela Psychemedics, outra descoberta importante feita pela Psychemedics enquanto continuamos a avançar na ciência de testes de cabelo.

Estamos muito satisfeitos pelo FBI ter aceito a nossa ajuda e reconhecido a eficácia do nosso método na prevenção de falsos positivos.